domingo, 6 de agosto de 2017

o pôr-do- sol

Respiro.
Inspiro e expiro! E suspiro…. O lugar parece vazio com ausência de um
algo que, pressinto, voltará em breve. O espaço fica vago










o pôr-do- sol

poema-12

PEÇO SILÊNCIO Agora me deixem tranquilo. Agora se acostumem sem mim. Eu vou cerrar os meus olhos. Somente quero cinco coisas, cinco raízes...